FUNDAÇÃO LUTERANA DE DIACONIA

Notícias

Ato público pede reativação do contrato de coleta seletiva solidária em Rio Pardo

13-07-2015

Inúmeras entidades, organizações e grupos, junto com o Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), encaminharam carta ao prefeito Fernando Henrique Schwanke, da cidade de Rio Pardo (RS), pedindo que este reconsidere a decisão de finalizar o contrato de coleta seletiva solidária com a Cooperativa de Catadoras e de Catadores de Rio Pardo (Coocamarp). O encerramento do contrato, existente desde 2011, põe em risco o sustento das inúmeras famílias que sobrevivem desta atividade.

“A COOCAMARP, que iniciou sua organização em 1999 e se formalizou em 2011, tem colaborado com a preservação ambiental, a saúde e a limpeza pública da cidade de Rio Pardo. Desde 2011 realiza a coleta seletiva solidária porta a porta, conforme estabelece a Política Nacional de Resíduos Sólidos, dentro do modelo de gestão integrada de resíduos sólidos, efetivando a inclusão social e econômica de catadoras e catadores de materiais recicláveis”, diz o texto da carta.

“Consideramos que o corte do convênio entre a Prefeitura e a COOCAMARP está em desacordo com a lei 12.305/2010 – que define a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Esta interrupção está desestruturando e ameaçando o sustento das famílias das cooperadas e cooperados. Enquanto entidades de apoio, vemos ameaçadas as condições dignas de trabalho e de remuneração das catadoras e dos catadores de materiais recicláveis, assim como a perspectiva de incluir mais catadoras e catadores na cooperativa”.

Uma mobilização em apoio às catadoras e aos catadores e suas famílias e à COOCAMARP está marcado para amanhã, dia 14, em Rio Pardo.