FUNDAÇÃO LUTERANA DE DIACONIA

Notícias

Catadoras/es dão continuidade à discussão sobre a PNRS na fronteira oeste do RS

No dia 9 de junho, a FLD e o Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR) promoveram, em Uruguaiana (RS), em parceria com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente,  o seminário Gestão ambiental e inclusão socioeconômica: desafios e oportunidades frente à Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Os objetivos foram: refletir sobre a importância ambiental, social e econômica da implementação da PNRS nos municípios; visualizar desafios e oportunidades a partir da socialização de informações e experiências de implementação da PNRS com inclusão socioeconômica de catadoras e catadores; contribuir na articulação regional para implementação da PNRS com protagonismo de catadoras e catadores; e informar sobre o desenvolvimento de outras iniciativas na região, identificando formas de realizar incidência.

O encontro uniu duas iniciativas da FLD: o projeto Pampa, que recebe apoio da agência Pão para o Mundo, e o projeto Catadoras e catadores em rede - avançando na autogestão da cadeia produtiva de reciclagem -, executado com o MNCR, com patrocínio do Programa Petrobras Socioambiental.

O relato de abertura foi feito pela liderança local do MNCR, Maria Tugira Cardoso, coordenadora da Associação de Catadores de Lixo Amigos da Natureza de Uruguaiana. Tugira falou sobre o processo, ainda em andamento, de implantação da coleta seletiva solidária na cidade, com a inclusão das catadoras/es que atualmente trabalham no lixão.

Na sequência, uma primeira mesa apresentou o tema Articulações possíveis e necessárias para a implantação da PNRS: rumo à reciclagem popular, com a liderança do MNCR, Alex Cardoso, a assessora de projetos da FLD e coordenadora geral do projeto Catadoras e Catadores em Rede, Angelique van Zeeland, a diretora do Departamento de Incentivo e Fomento à Economia Solidária/Secretaria Estadual de Economia Solidária e Micro e Pequena Empresa, Nelsa Fabian Nespolo, e o representante da Secretaria Nacional de Economia Solidária/Ministério do Trabalho e Emprego, Valmor Schiochet.

Após o intervalo, foi a vez de discutir o papel fundamental de organizações de catadoras e catadores na gestão integrada de resíduos sólidos, com o economista Fábio Lemes, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia - IFSUL- Campus Sapucaia, o secretário de Meio Ambiente de Avaé (SP) e autor do livro Do lixo à cidadania, Julio Ruffin Pinhel, e o catador e liderança do MNCR, Gilmar da Silva, da Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Gravataí (Cootracar).

Depois do almoço, o tema abordado foi a Responsabilidade dos municípios na implantação da PNRS, com o representante do Tribunal de Contas do Estado, Paulo Cesar Grimaldi, o promotor de Justiça da Comarca de Uruguaiana/Ministério Público, Diego Corrêa de Barros, e os representantes da Cooperativa de Catadores e Recicladores de Santa Cruz do Sul, Erilda da Silva e Uillian Mendes.

No encerramento, foi aprovada uma moção e um documento em repúdio à incineração e apoio à reciclagem popular.