FUNDAÇÃO LUTERANA DE DIACONIA

Notícias

Encontro avalia possibilidades de unir iniciativas no trabalho pela conservação do Pampa

Pesquisadoras/es e representantes de órgãos governamentais e da sociedade civil, envolvidas/os com a conservação e uso sustentável do bioma Pampa, estiveram reunidas/os na Fundação Luterana de Diaconia (FLD), para diálogo sobre questões estratégicas relacionadas ao bioma gaúcho.

O encontro, realizado no dia 16 de janeiro, teve início com a apresentação de alguns resultados do diagnóstico feito a partir do Projeto Pampa da FLD – "Minimização de impactos socioambientais através de estratégias urbanas e rurais no estado do Rio Grande do Sul" – que está sendo executado desde 2013 na fronteira oeste do RS, com apoio da agência Pão para o Mundo.

As/os presentes comentaram o diagnóstico, contribuindo com informações e sugestões que foram anotadas pela FLD. Ainda, trocaram ideias sobre a possibilidade de parcerias, uma vez que existem diversas atividades na região com pontos comuns. A ideia é que estas iniciativas poderiam estar “conversando”, de maneira a alavancar os resultados. Uma questão já identificada refere-se à formação na área socioambiental, prevista tanto no RS Biodiversidade quanto no Projeto Pampa.

Um item do projeto da FLD que causou bastante interesse é que o trabalho se dará tanto com a população rural quanto com a urbana - neste caso, especialmente com catadoras/es de materiais recicláveis – vinculados ou não ao Movimento Nacional de Catadoras e Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), parceiro estratégico da FLD.

A proposta final é que novos encontros sejam realizados, dando continuidade às discussões iniciadas nesta data.

Participaram do encontro: Alexandre Krob, Instituto Curicaca; Denis Patrocínio e Luiz Henrique Nascimento, projeto RS Biodiversidade/Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema); Dirce Suertegaray e Roberto Verdum, Instituto de Geociências/Departamento de Geografia (UFRGS); Teresinha Guerra, Valério De Patta Pillar e Heinrich Hasenack, Instituto de Biociências/Departamento de Ecologia (UFRGS); Eridiane Lopes da Silva, Área de Proteção Ambiental Ibirapuitã/Santana do Livramento (APA); Ilsi Boldrini e Paulo Brack, Instituto de Biociências/Departamento de Botânica (UFRGS) e Associação Sócio-ambientalista (Igré); Marcelo Madeira, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama); e Silvia Pagel, da Fundação Estadual de Proteção Ambiental RS (Fepam). Pela FLD, estiveram Marilu Nörnberg Menezes, coordenadora programática, Juliana Mazurana, assessora de projetos da área de Justiça Socioambiental, e Ângela Costa e Mariana Helena Matchin, assessoras técnicas no Projeto Pampa.