FUNDAÇÃO LUTERANA DE DIACONIA

Notícias

FLD expressa seu apoio à Koinonia e à figura histórica que é Anivaldo Padilha

Em resposta à matéria da Folha de São Paulo que, de acordo com texto de Luís Nassif, "ignorou todos os dados disponíveis para difamar, com fins partidários, figura destacada [Anivaldo Padilha] nas lutas contra a ditadura e pela Saúde Pública", a organização Koinonia, parceira da FLD, emite nota pública para parceiros e imprensa, reproduzida abaixo. Também vale a pena ler o texto de Luís Nassif. Na abertura, o articulista escreve:

Em determinado momento, para atacar Fernando Henrique Cardoso, críticos apontaram as armas da difamação contra dona Ruth Cardoso. Foi uma ignomínia, repudiada por todas as pessoas responsáveis da política. Os ataques sofridos por Anivaldo Padilha, pelo fato de ser pai do Ministro Alexandre Padilha, são do mesmo nível. Mais ainda: Anivaldo tem uma história ainda mais rica que a de dona Ruth.


[Clique aqui para sua entrevista ao programa Provocações, de Antônio Abujamra.  Clique aqui para um pouco da sua história na Igreja Metodista. Clique aqui para seu depoimento sobre o projeto "Brasil Nunca Mais"]


Nos anos 70, foi uma das figuras centrais da resistência contra a tortura, na condição de representante do Conselho Mundial das Igrejas (http://tinyurl.com/m99w3s5). Exilado, foi figura chave do inesquecível arco ecumênico que juntou a Igreja Católica de Dom Paulo, a comunidade judaica de Henry Sobel, a Igreja anglicana de James Wright e a esquecida Assembleia de Deus.

Leia o texto completo em Jornal GGN.

Nota de Koinonia

Com Amor e pela Justiça!

Durante esses 20 anos, a entidade firmou convênios, parcerias e contratos de cooperação com organismos internacionais - Escritório das Nações Unidas contra Drogas e Crime (UNODC), União Europeia, Ford Foundation (EUA), Christian Aid (Reino Unido), Church World Service (EUA), Conselho Mundial de Igrejas (Suiça), Igreja Unida do Canadá, Igreja Anglicana do Canadá, ACT Alliance, Igreja da Suécia, Canadian Foodgrains Bank, Norwegian Church Aid, entre outros.

Cabe informar que grande parte da receita da entidade é obtida por meio do financiamento das entidades e organismos internacionais. Em 2013, por exemplo, do total do orçamento da KOINONIA, 85,96% foi composto por doações internacionais e nacionais não-governamentais. Os recursos governamentais compuseram 14,04% da receita. Esclarecemos também que desde 1998 a organização participa de editais públicos submetidos às suas regras, com isenção e espírito público. A aprovação de convênios só é possível após a comprovação de capacidade técnica da entidade em atender exigências e requisitos estabelecidos nos editais. Todos os convênios estão disponíveis no Portal de Convênios (http://www.convenios.gov.br) e no Portal da Transparência (http://www.portaltransparencia.gov.br).

KOINONIA conta com 45 associados e associadas que definem as linhas gerais de ação e elegem por meio da Assembleia Geral sua Diretoria e Conselho Fiscal para um mandato de três anos, sem qualquer tipo de remuneração - conforme Código Civil. A área executiva é remunerada e contratada pela Diretoria. Compunham até 2009 essa área executiva, os cargos de Diretor Executivo e Secretário de Planejamento e Cooperação. Projetos, convênios, orçamentos são atribuição e mandato da Diretoria e são fiscalizados pelo Conselho Fiscal.

Anivaldo Padilha é associado da entidade e exerceu a função de Secretário de Planejamento e Cooperação, recentemente, de 01 de janeiro de 2007 a 25 de setembro de 2009. Nesta data, entregou à entidade carta pedindo afastamento das funções de Secretário de Planejamento e Cooperação (segue abaixo). Ocasião em que se extinguiu a ocupação do referido cargo.

A prestação de contas da KOINONIA é analisada pelo Conselho Fiscal, aprovada pela Assembleia Geral anualmente. A entidade tem como prática submeter as contas à auditoria externa, também anualmente.

Atenciosa e fraternalmente,

Rafael Soares de Oliveira


Diretor Executivo