FUNDAÇÃO LUTERANA DE DIACONIA

Notícias

Formação em apoio psicossocial de base comunitária promove parceria inter-religiosa

Vinte e quatro pessoas, de diversos lugares do país, participam desde segunda-feira, dia 4 de maio, em Porto Alegre (RS), do 1º Curso Nacional de Apoio Psicossocial de Base Comunitária (APBC) em Emergências para Lideranças de diferentes Expressões Religiosas. A iniciativa, inédita no Brasil, é uma promoção da Fundação Luterana de Diaconia (FLD), do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic) e do Fórum Ecumênico ACT Brasil, e conta com a parceria da Comunidade Internacional de Prática em APBC da Aliança ACT.

“A qualidade do conteúdo e das duas pessoas (Kathy Angi e Anne Kubai) à frente da formação, a convivência respeitosa, a acolhida, tudo está sendo ótimo”, disse a assistente social Rose Magalhães, de Diadema (SP), da Igreja Batista. “As participantes e os participantes têm pensamentos e crenças diversas, mas um objetivo comum: reconhecer e respeitar as diferenças e buscar formas de trabalhar em conjunto, para resultados mais amplos, não apenas durante uma emergência, mas em outras situações”.

A mesma opinião tem a secretária geral do Conic, pastora Romi Bencke. “Temos aqui um grupo diversificado, de diversas matrizes religiosas, comprometido em aprender e participar”, disse. Sobre a proposta, está positivamente surpresa: “nunca havia me dado conta da amplitude de situações de emergência, que envolvem não apenas a ajuda material, água, roupas e alimentos, mas incluem temas como a resolução de conflitos, possíveis de serem usados em outros momentos”.

Para Romi, outro ponto fundamental identificado já no primeiro dia é o papel imprescindível das igrejas na promoção dos direitos humanos. “Para o Conic, essa é uma perspectiva fundamental, e precisamos trabalhar muito para que ela seja reconhecida e afirmada”.

O curso segue até sexta-feira, dia 8 de maio. Presentes estão ministras, ministros e lideranças da Igreja Presbiteriana Unida do Brasil, Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, Igreja Batista, Igreja Episcopal Anglicana, Igreja Adventista, Igreja Católica, Igreja Reformada, Comunidade Baha'i, United Religions Iniciative Brasil, Comunidade Islâmica, Wicca e Candomblé.

A abordagem de APBC acrescenta as dimensões mental, social, emocional, cultural e espiritual à tradicional ajuda humanitária, centrada nos aspectos biológicos e materiais. Sua base é o fortalecimento do bem estar psicossocial das pessoas e comunidades afetadas, permitindo sua recuperação a partir de seus próprios conhecimentos, organização e capacidades.

As assessoras que estão conduzindo a formação são Kathy Angi, pastora ordenada da Igreja Presbiteriana dos EUA, graduada em Serviço Social e especialista em Apoio Psicossocial. Ela trabalhou durante 20 anos na área de resposta humanitária em situações de emergência na África, Ásia, América Latina e Europa, e Anne Kubai, professora de Estudos Inter-religiosos da Universidade de Uppsala, Suécia, com extensa pesquisa e trabalho com várias comunidades religiosas na África, América Latina, Caribe e Europa em tempos de crises.

Foto: da esq. para direita: Kathy Angi, Anne Kubai e a tradutora Carla Zampieri