FUNDAÇÃO LUTERANA DE DIACONIA

Notícias

Impactos e desafios na Terra Indígena Laklãnõ-Xokleng são tema de seminário em Blumenau

O seminário O Outro Lado da Barragem Norte impactos e desafios na Terra Indígena Laklãnõ-Xokleng, marcado para o dia 25 de novembro, no Auditório da Biblioteca da Universidade de Blumenau, tem como objetivo dar visibilidade ao processo histórico de descumprimento de acordos e convênios com o poder público e dos problemas sociais e ambientais gerados com a construção da Barragem Norte. A proposta é a busca da defesa dos direitos da população indígena e integração de suas demandas na gestão de risco de desastres do Vale do Itajaí. A promoção é do Conselho de Missão entre Povos Indígenas (Comin), FLD e Universidade de Blumenau.

A Barragem Norte, localizada no município de José Boiteux (SC), é uma das três barragens que controlam o forte fluxo de água que entra no Rio Itajaí-Açu. A Barragem Norte foi finalizada em 1992, com capacidade de aproximadamente 355.000.000 m³ que alagam uma área de 870 hectares. Grande parte desta área de alagamento se concentra na Terra Indígena Laklãnõ-Xokleng, situada nos municípios de José Boiteux, Doutor Pedrinho, Vitor Meireles e Itaiópolis (SC).

Desde o início da construção, em 1972, os impactos causados pela barragem às famílias indígenas são imensuráveis e se repetem: interferência negativa nas tradições culturais, pois a comunidade que vivia unida em torno do Rio Hercílio necessitou se separar em diferentes aldeias para fugir das inundações; famílias desabrigadas; casas inundadas e condenadas; falta de água potável e alimentos; estradas interditadas; aldeias isoladas; cancelamento das aulas nas escolas; profissionais da saúde sem fazer o atendimento nas aldeias; riscos de deslizamentos; insegurança e angústia pela próxima inundação.

Entidades e órgãos públicos confirmados para o painel Barragem Norte - construção e impactos na Terra Indígena Laklãnõ-Xokleng:

  • Lideranças da Terra Indígena Laklãnõ-Xokleng
  • Assessora Cledes Markus, do Comin
  • Assessor Clovis Brighenti, do Conselho Indigenista MIssionário (Cimi)

Entidades e órgãos públicos confirmados para o painel Integração das demandas da Terra Indígena Laklãnõ-Xokleng na gestão de risco de desastres do Vale do Itajaí:


  • Procuradora Analúcia de Andrade Hartmann, da Procuradoria da República em Santa Catarina – Área de atuação Comunidades indígenas e minorias étnicas
  • Secretário Rodrigo Moratelli, da Secretaria do Estado da Defesa Civil de Santa Catarina
  • Coordenador João Maurício Assumpção Farias, da Funai - Coordenação Regional do Litoral Sul


Onde: Auditório da Biblioteca da FURB, na Rua Antônio Veiga, 140, Bairro Vitor Konder, Blumenau (SC)

Quando: 25 de novembro, das 8h30m às 18h 

Promoção: Comin, FLD e Universidade de Blumenau