FUNDAÇÃO LUTERANA DE DIACONIA

Notícias

Koinonia Presença Ecumênica e Serviço festeja 20 anos de existência

A organização Koinonia Presença Ecumênica e Serviço, com sede no Rio de Janeiro (RJ), parceira da FLD, planejou para 2014 uma série de atividades comemorativas aos seus 20 anos.

As comemorações têm início no dia 25, sexta-feira, com um ato ecumênico e inter-religioso. No dia 26, sábado, acontece o seminário “Reforma Política e Desigualdades”, com as mesas redondas: Dinheiro para a sociedade civil. Por quê?; Reforma ontem e ditadura. Desafios da política hoje e os (des)caminhos da direita e da esquerda religiosa; e Reforma política.

A FLD estará presente nos dois dias, através da secretária executiva Cibele Kuss.

História

Koinonia Presença Ecumênica e Serviço foi criada em 1994, no Rio de Janeiro (RJ), como afirmação da vocação diaconal da comunidade ecumênica que constitui sua assembléia de associados. O processo de implementação da nova instituição marcou o plano de trabalho dos seus primeiros três anos (1995-1997). A criação de projetos inovadores e o desenvolvimento de novas metodologias de trabalho, fundamentadas na ação cultural, exigiu esforços avaliativos de consolidação da confiabilidade junto ao público beneficiário. Tal processo foi apoiado por iniciativas de gestão que visaram mecanismos efetivos de controle social sobre prioridades e direcionamentos de Koinonia. Entre estes se destacam uma Assembléia soberana e independente da equipe de trabalho e uma Diretoria não remunerada e atuante nas decisões estratégicas e de pessoal.

O segundo período de três anos (1998 - 2000) pode ser caracterizado como de consolidação de Koinonia como uma das mais importantes organizações ecumênicas do Brasil. Naquele período, a instituição se fez presença ecumênica em diferentes campos de intervenção, como na luta por direitos étnicos e ambientais, na formação de educadores, no apoio à busca de melhoria de condições de vida de populações vulneráveis, na ação emergencial contra a seca do Nordeste e enchentes no Rio de Janeiro, bem como na reflexão teológica e na comunicação alternativa.

No período de 2001 a 2003, a organização buscou aperfeiçoar o seu desenvolvimento institucional, estabeleceu novas formas de planejamento, monitoramento e avaliação fundamentadas em metas trienais. Suas estratégias principais foram duas e complementares: no campo social, dedicada ao aumento dos serviços prestados aos setores populares com os quais já vinha se relacionando e à ampliação das alianças institucionais e com os movimentos sociais, a partir do reconhecimento de que tais setores constituem redes sociais; no campo ecumênico, uma maior articulação e visibilidade da contribuição ecumênica (nacional e internacional) ao processo social brasileiro.

A experiência acumulada nesses anos e os desafios encontrados motivaram Koinonia a se propor, em 2003, um planejamento estratégico participativo, cujos resultados orientaram a vida da instituição nos anos de 2004 2009.

Fonte: http://www.koinonia.org.br