FUNDAÇÃO LUTERANA DE DIACONIA

Notícias

Missão Ecumênica divulga Manifesto em apoio aos Guarani-Kaiowá

13-10-2015
5

 

A Missão Ecumênica em apoio aos Guarani-Kaiowá, organizada pela Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE), o Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (CONIC) e o Centro Ecumênico de Estudos Bíblicos (CEBI), visitou, nos dias 7 e 8 de outubro, no Mato Grosso do Sul, comunidades indígenas ameaçadas pela violência.

O objetivo da missão foi prestar solidariedade ao povo Guarani-Kaiowá, repudiar a CPI contra o Conselho Indigenista Missionário (CIMI) e reivindicar uma CPI sobre o genocídio dos povos indígenas naquele estado. No seu encerramento, no dia 8 de outubro, as organizações coordenadoras, com apoio de integrantes do grupo, distribuíram um manifesto em repúdio à injustiça e aos graves atos de violência que vêm sendo cometidos contra crianças, jovens, pessoas idosas, mulheres e homens.

"A comunhão que experimentamos com nossos irmãos e irmãs Guarani-Kaiowá nos responsabiliza a denunciar e anunciar por todos os cantos do mundo o sonho, a dor e a esperança dos povos tradicionais do Mato Grosso do Sul”, diz o documento. “Não podemos permitir que o silêncio e a indiferença nos tornem cúmplices de uma das maiores barbáries cometidas contra uma etnia indígena em pleno século XXI.”  

O documento está disponível abaixo na íntegra, para download.

Participaram da missão as igrejas Episcopal Anglicana do Brasil, Presbiteriana Unida do Brasil, Aliança de Batistas do Brasil e Católica Apostólica Romana. Organizações baseadas na fé também se somaram a essa peregrinação pela justiça, entre elas organismos ecumênicos e organizações de base confessional, a maioria filiada ao Fórum Ecumênico Brasil (FEACT-Brasil). Das organizações ecumênicas estiveram presentes o Conselho Latino-americano de Igrejas (CLAI-Brasil), KOINONIA – Presença Ecumênica e Serviço, Plataforma de Ação e Diálogo (PAD) e Rede Ecumênica da Juventude (REJU). Das organizações confessionais: Fundação Luterana de Diaconia (FLD), Conselho de Missão entre Povos Indígenas (COMIN), Comissão Pastoral da Terra (CPT), Rede Jubileu Sul, Cáritas Brasileira, Conselho Indigenista Missionário (CIMI) e Kerkinactie/Holanda. Além dessas organizações, a missão recebeu o apoio dos parceiros internacionais Conselho Mundial de Igrejas (CMI), Pão para o Mundo (PPM), HEKS e Misereor, fundamental para a realização da iniciativa.