FUNDAÇÃO LUTERANA DE DIACONIA

Notícias

Liberdade e ética orientam a criação do Tema e Lema 2016 da IECLB

2-12-2015

 Pela graça de Deus, livres para cuidar! A salvação, as pessoas e a natureza não estão à venda. Buscai o bem e não o mal!

Em 2016, a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) definiu como Tema do Ano “Pela graça de Deus, livres para cuidar”, acompanhado por três subtemas: A salvação não está à venda. As pessoas não estão à venda. A natureza não está à venda, apoiado pelo Lema Bíblico “Buscai o bem e não o mal” (Amós 5.14ª). Uma das inspirações para sua criação foi o tema da Federação Luterana Mundial (FLM), Libertos pela Graça de Deus, para a XII Assembleia, que será realizada em 2017, ano da comemoração dos 500 anos da Reforma Luterana. 

“A proposta da IECLB vem ao encontro da atuação diaconal transformadora da Fundação Luterana de Diaconia (FLD), suas parcerias nas áreas de Direitos Humanos, Justiça Socioambiental, Justiça Econômica, Diaconia e Ajuda Humanitária”, disse a secretária executiva da FLD, Cibele Kuss. Por exemplo, a venda e o tráfico de pessoas, questões citadas pelo pastor presidente da IECLB, Nestor Friedrich, na sua mensagem para o lançamento do Tema e Lema do Ano 2016: "Diversas formas de tráfico de pessoas vêm aumentando, como aquelas ligadas ao trabalho escravo, à prostituição e à venda de órgãos humanos”, escreve ele.  

A mensagem também afirma que “Cada pessoa é criada à imagem de Deus e deve ser respeitada integralmente. Ao mesmo tempo, é necessário realizar um exercício ético para enfrentar as políticas e práticas que criam pobreza, discriminação, exclusão e tudo que diminui a dignidade humana”.

A Campanha “FLD apoia Justiça de Gênero nos 16 dias de Ativismo pelo fim da Violência contra as Mulheres”, de 20 de novembro até 10 de dezembro, é um exemplo, entre muitos outros, de iniciativas e atividades promovidas pela Fundação Luterana de Diaconia, a partir do seu compromisso, na área Direitos Humanos, com Justiça de Gênero.

Outras campanhas, realizadas com organização ecumênicas parceiras, abordaram o trabalho escravo, excesso de consumo x consumo consciente e comércio justo, produção excessiva de rejeitos, entre outros temas, além de ações de incidência, como a promovida contra a redução da maioridade penal (PEC 171), contra a retirada de direitos dos povos indígenas (PEC 2015) e contra o genocídio do povo Kaiowá, no Mato Grosso do Sul.

Ainda, o Projeto Pampa, iniciativa da FLD com apoio de Pão para o Mundo (PPM), trabalha com Justiça Socioambiental, enquanto os projetos Catadoras e Catadores em Rede, em parceria com Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis e patrocínio do Programa Petrobras Socioambiental, e o projeto Mulher Catadora é Mulher que Luta, também em parceria com o MNCR e apoio da União Europeia, estão vinculados à Justiça Econômica.  

Leia, abaixo, o texto completo da Mensagem da Presidência da IECLB.

Pela graça de Deus, livres para cuidar

Estimados membros da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil!

Irmãos e irmãs em Cristo!

Liberdade. Ser livre. Sentir-se livre. Ética. Discernir entre verdade e mentira. Optar pelo bem e rejeitar o mal. Liberdade e ética.

Em 2016, o Tema do Ano da IECLB olhará com cuidado e profundidade estas duas palavras: liberdade e ética. O Tema de 2016 afirma: Pela graça de Deus, livres para cuidar. Este Tema vem acompanhado por três subtemas: A salvação não está à venda. As pessoas não estão à venda. A natureza não está à venda. O Lema bíblico que ilumina o Tema é do profeta Amós 5.14a: Buscai o bem e não o mal.

Pela graça de Deus, livres para cuidar! A salvação, as pessoas e a natureza não estão à venda. Buscai o bem e não o mal!

Dois impulsos estão por trás do Tema 2016. O primeiro provém da Federação Luterana Mundial. A IECLB é membro da Federação, por isso acolhemos o tema escolhido pela FLM para a sua próxima Assembleia, em 2017, e o contextualizamos sob a dimensão do cuidado, marca que vem sendo fortalecida na IECLB ao longo dos últimos anos. O segundo impulso vem da preocupação crescente em relação à ética como esforço diário para discernir o que é certo e para agir de forma responsável.

Buscai o bem e não o mal. A todo instante, a vida nos desafia a discernir entre o útil e o inútil, a optar entre o saudável e o doentio, entre o correto e o incorreto, entre ser corrupto ou ser honesto. Ética, portanto, é tema urgente!

Para o profeta Amós, a prática do mal não só remete ao juízo divino, mas também leva à ruína individual e da sociedade toda.

O Tema do Ano, Pela graça de Deus, livres para cuidar, aponta para o que podemos chamar de cerne da Teologia luterana. Isto é, a graça de Deus, aquilo que Deus fez e faz por nós, por sua absoluta decisão, nos liberta de medo, rancor, mágoa, egoísmo, inveja, entre tantas outras prisões, e nos coloca em condições de discernir e de praticar o bem.

A graça de Deus é o abraço que Ele nos dá diariamente. É esse abraço que nos torna livres e nos move para cuidar do presente da salvação, para cuidar das pessoas, criadas à imagem de Deus, e para cuidar da natureza, obra das suas mãos.

O amor de Deus, que perdoa as nossas faltas e nos liberta de toda a culpa, nos coloca no caminho do discernimento do bem e do seu exercício pelo cuidado pessoal, familiar e do mundo. Assim, se nada nos acusa, já não precisamos viver como pessoas cobradas.

Pela graça de Deus, somos livres para cuidar, por isso afirmamos que A salvação não está à venda. O amor salvador incondicional de Deus, em Cristo, é projeto de Deus para a humanidade. Receber a salvação como dom gratuito de Deus é uma contundente crítica diante das práticas que lidam com o sagrado como um produto de negociação, uma mercadoria. A relação entre nós e Deus está ancorada na fé, na confiança, na gratidão e no compromisso ético com o bem e não o mal.

Pela graça de Deus, somos livres para cuidar, por isso afirmamos que As pessoas não estão à venda. Existe venda de pessoas? Sim! Lamentavelmente. Diversas formas de tráfico de pessoas vêm aumentando, como aquelas ligadas ao trabalho escravo, à prostituição e à venda de órgãos humanos. Cada pessoa é criada à imagem de Deus e deve ser respeitada integralmente. Ao mesmo tempo, é necessário realizar um exercício ético para enfrentar as políticas e práticas que criam pobreza, discriminação, exclusão e tudo que diminui a dignidade humana.

Pela graça de Deus, somos livres para cuidar, por isso afirmamos que A natureza não está à venda. A continuidade da vida humana está vinculada ao futuro da natureza – nossa mãe terra –, que precisa ser respeitada em seu todo e protegida como boa Criação de Deus. Buscando o bem e não o mal, pela ética, podemos desenvolver relacionamentos com respeito, dignidade e utilização sustentável da natureza.

Quem se sabe e se sente pessoa agraciada e cuidada por Deus é livre para cuidar. Quem vive a partir da gratidão, que vem do amor de Cristo, pode afirmar que a salvação, as pessoas e a natureza não estão à venda e, pela prática do bem, trabalhar, viver, testemunhar Jesus Cristo.

Buscai o bem e não o mal! Pela graça de Deus, livres para cuidar!

Pastor Nestor Friedrich, Pastor Presidente da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil