mulher-catadora


Notícias

ACLAN e FLD promovem primeira edição da Campanha de Educação Ambiental

12-05-2017

Capa 2

No dia 27 de abril, foi realizada no centro de Uruguaiana (RS), na Praça Barão do Rio Branco, a primeira edição da Campanha de Educação Ambiental do projeto Mulher Catadora é Mulher que Luta. O evento foi promovido pela ACLAN (Associação de Catadoras e Catadores Amigos da Natureza) e pela Fundação Luterana de Diaconia (FLD), com apoio da Prefeitura Municipal, por meio da sua Secretaria de Meio Ambiente.

Atividades interativas e banners explicativos mostraram o Ciclo dos Recicláveis – também chamado de caminho dos resíduos sólidos –. Integrantes da ACLAN e técnicos da FLD mostraram como funciona o trabalho da Coleta Seletiva Solidária no município, lembrando que a contratação de associações e cooperativas de catadoras e de catadores pelo Poder Público é determinada pelo Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). As atividades finalizaram com a apresentação do vídeo Catadora e catador, eu respeito!, produzido em Uruguaiana.

Cerca de 350 pessoas que circulavam pelo centro participaram do evento, além de 160 crianças vindas de quatro escolas. “A gente tem que respeitar o município e reciclar as coisas”, disse Tainá Xavier de Lima, de oito anos. “Aprendi que a gente pode pegar algumas coisas que não usa mais e colocar fora de casa, que tem pessoas que pegam e usam de novo”, explicou Caterine Scherer, também oito anos.

De acordo com a coordenadora do projeto, a assessora de projetos da FLD, Marluí Tellier, “a ação quer provocar o público, para que se envolva concretamente com a questão da separação de resíduos, entenda os impactos do seu compromisso – ou não – pela limpeza da cidade e pela preservação ambiental e também entenda o papel de catadoras e catadores, que ainda sofrem muito preconceito”.

A campanha recebeu grande visibilidade depois de ter sido destaque no programa Bom Dia Rio Grande, da RBS TV, no dia 3 de maio, emissora de maior alcance no estado. 

O projeto Mulher Catadora é Mulher que Luta é executado pela FLD, em parceria com o MNCR, e recebe financiamento da União Europeia.