FUNDAÇÃO LUTERANA DE DIACONIA

Áreas Temáticas

As áreas temáticas fundamentam e definem as ênfases prioritárias do trabalho da FLD e do apoio a projetos. As cinco áreas são: Diaconia, Promoção de Direitos Individuais e Coletivos, Justiça Socioambiental, Justiça Econômica e Emergências.

Diaconia

A atuação diaconal acontece em distintos níveis e de diferentes formas. No caso específico da FLD, interessa apoiar instituições e comunidades luteranas e/ou da ecumene que já assumiram o seu papel como protagonistas sociais e que promovem ações de transformação nas sociedades onde estão inseridas – ou seja, deve haver uma nítida interrelação entre diaconia e desenvolvimento.

A FLD se propõe a atuar na articulação de experiências e atores diaconais, no fomento da reflexão e do diálogo teológico com ênfase na diaconia e no desenvolvimento, na formação e na capacitação de agentes diaconais e no apoio a projetos.

Direitos Humanos

Ao mesmo tempo em que temos um Brasil com altos índices de violência, desigualdade, corrupção, temos um Brasil de jovens, mulheres e homens que se dedicam à construção de uma nação mais justa e mais igualitária. São pessoas que, ao se reunir em grupos e movimentos, contribuem para que direitos transformem-se em políticas públicas e em mudanças de atitudes e comportamentos individuais e coletivos.

É neste contexto que a FLD incide, em parceria com diversos grupos e redes, através do apoio e desenvolvimento de projetos apoiados pela cooperação local, nacional e internacional, comunidades e igrejas e poder público.

Justiça socioambiental

À FLD cabe apoiar, acompanhar e desenvolver iniciativas junto aos seus parceiros e à sociedade civil que questionem as injustiças socioambientais e ao mesmo tempo representem contribuições ao desenvolvimento sustentável. Sustentável significa usufruir protegendo, o que implica, ao mesmo tempo, um direito, o de usufruir, e um dever, o de conservar.

Justiça Econômica

A luta para uma justiça econômica aponta para a atuação da FLD em diversos níveis:

1. Apoio a projetos de desenvolvimento local com garantia de direito a trabalho digno. A cidadania política é complementada pela cidadania econômica.

2. Apoio a iniciativas comunitárias de trabalho e renda que fortaleçam a autonomia econômica de mulheres e de jovens. O reconhecimento da participação e da liderança política, econômica e social das mulheres é um aspecto crucial do desenvolvimento.

3. Apoio para a comercialização solidária, o comércio justo e o consumo consciente. O desafio da busca por uma justiça econômica significa também a luta pela transformação de valores e estruturas que promovem o consumo exagerado e não responsável, a exploração dos trabalhadores e a exploração dos recursos naturais. Os grupos sociais estão começando a trabalhar com a percepção de mercados como uma realidade econômica e social e, ao mesmo tempo, como um espaço de resistência contra a exclusão e um espaço de organização social de produção para poder alcançar um processo de emancipação, cidadania e transformação da sociedade.

4. Fortalecimento de organizações populares e movimentos sociais e incidência em políticas públicas voltadas para o desenvolvimento sustentável. Grande parte da mudança de comportamento e de estruturas depende de políticas públicas. Temas para incidência são, entre outros, a construção de um marco legal para empreendimentos econômicos solidários, coleta seletiva de materiais recicláveis com inclusão de catadores, auditoria da dívida externa, regulação dos sistemas financeiros, monitoramento orçamentário dos gastos públicos e democratização da comunicação.

Ajuda Humanitária

A inclusão do tema Emergências/Ajuda Humanitária na atuação institucional da FLD deu-se em 2011, a partir do vínculo com a Aliança ACT (Action by Churches Together), uma associação global de igrejas e organizações relacionadas a igrejas. 

Assim como a FLD, ACT é dedicada à erradicação da pobreza, injustiça e à defesa dos direitos humanos. Sua atuação integra a promoção do desenvolvimento a longo prazo, a ajuda humanitária em situações de emergências e catástrofes e o envolvimento em incidência pública.

A atuação da FLD se dá especialmente, em parceria com sínodos e comunidades da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, nas áreas de apoio psicossocial e de apoio a iniciativas de retomada de desenvolvimento pós-catástrofe, como projetos de geração de trabalho e renda, entre outros identificados pelas comunidades locais.

Ao se ocupar com esta temática, existe igualmente a necessidade de conhecer melhor a capacidade do Estado em responder a situações de emergência no Brasil, sobretudo através da Defesa Civil. Atuar em resposta a emergências implica cobrar que as políticas públicas e a atuação do Estado sejam efetivas, também na disponibilização de recursos financeiros, humanos e técnicos.