FUNDAÇÃO LUTERANA DE DIACONIA

Notícias

Mostra escolar de frutas nativas busca resgatar saberes e sabores da cultura local

A secretaria de Educação de Garibaldi (RS), através do setor de Educação Ambiental promoveu no dia 6 de maio a 5ª Mostra Municipal Escolar de Frutas Nativas, que tem como objetivo regatar os saberes e sabores da cultura local. Só na parte da manhã, cerca de 500 pessoas passaram pelo local.

A atividade foi coordenada pelo setor de Educação Ambiental da secretaria de Educação em parceria com o Clube de Mães Lar e Saúde de Marcorama, através do Projeto Riquezas do Nosso Bioma, custeado pela Fundação Luterana de Diaconia (FLD).

O evento já é tradicional na cidade, e é o ponto de culminância de um trabalho feito ao longo do ano. Multiplicadores ambientais, representantes de escolas das redes municipal, estadual e particular participam de oficinas práticas, visitas de estudo e atividades de formação, que favorecem a conscientização ambiental.

A secretária de Educação, Simone Chies, em seu pronunciamento, reforçou a importância deste trabalho e de incentivar uma alimentação mais saudável e menos industrializada. Já o vice-prefeito no exercício do cargo de prefeito, Antonio Fachinelli, destacou que é preciso incentivar a sustentabilidade do meio ambiente, e que um dos caminhos é incentivar os alunos a conhecerem as riquezas do bioma e aprender a preservá-lo.

Também estão expondo a COOPEG de Garibaldi, o CEMEAM de Sapiranga e a Liga Feminina de Combate ao Câncer, além das escolas estaduais de ensino fundamental Santo Antônio, São Marcos, Dante Grossi, Anita Garibaldi, Madre Justina Inês, Pedro Cattani, Pedro Cattani, Barão do Rio Branco e Irmã Teofânia.

A coordenadora do projeto, Cláudia Schneider, reforça que a medida que os vínculos entre pessoas e plantas se tornam mais complexos, aumenta também a importância de reconhecermos a nossa dependência das plantas para a nossa sobrevivência e bem-estar físico, cultural e espiritual. “Temos que nos mostrar dignos de nossa condição humana. Devemos nos movimentar e trabalhar, criando um mundo no meio do reino da natureza. Um mundo de beleza e harmonia! Assim, não seremos somente os que recebem, mas também os doadores”.

Fonte: http://www.garibaldi.rs.gov.br/