FUNDAÇÃO LUTERANA DE DIACONIA

Notícias

Mulheres produzem de forma agroecológica sobre duto da Petrobras

“Fiquei muito impressionada com o trabalho da Univerde”, relatou Daniele Peter, 25 anos, que veio ao Rio de Janeiro (RJ) para participar da Cúpula dos Povos, evento paralelo à Rio+20. A visita à cooperativa Univerde, localizada em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense- em uma região que já foi tipicamente rural – foi organizada pela FLD, para uma delegação alemã trazida pelo Serviço de Desenvolvimento das Igrejas Evangélicas na Alemanha (sigla em alemão EED). 

Daniele mora em Pelotas, no Rio Grande do Sul, e veio ao Rio pelo projeto Criatitude – Rumo à Rio+20, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB) com a FLD, que tem o apoio da Federação Luterana Mundial. Como assessora do CAPA, parceiro estratégico da FLD, ela participou da visita, assim como o coordenador do CAPA de Santa Cruz do Sul (RS), Sighard Hermany.

“Foi enriquecedor ver o trabalho das mulheres e escutar delas como a vida mudou com a existência da cooperativa”, disse Daniele. “O mais interessante é que debaixo das hortas passa um duto da Petrobras que, em troca de cuidado, cedeu os lotes de terra para as famílias”.

A Univerde foi criada em 2008 e é formada em sua maioria por mulheres. A produção de verduras, plantas medicinais, mandioca e milho é feita sem o uso de agrotóxicos ou adubos químicos. A maior qualidade dos alimentos resultou  na melhoria da saúde. Além disso, com a sua comercialização, foi possível aumentar a renda familiar.

Quem presta apoio técnico à Univerde é a Assessoria e Serviços a Projetos em Agricultura Alternativa (AS-PTA), que também tem articulado grupos de jovens interessados ou já atuantes na área de agroecologia, como o Coletivo de Jovens, que coordena diversas iniciativas agroecológicas no estado do Rio de Janeiro. A relação da FLD com a Univerde se dá através do coletivo, a partir do apoio ao projeto.

 

Fotos: Daniele Peter/CAPA