FUNDAÇÃO LUTERANA DE DIACONIA

Notícias

Nem Tão Doce Lar vai à Argentina

5-10-2018

Foto CAPA

"Foi uma experiência positiva, ainda que seja um tema difícil de trabalhar. É difícil tirar as vendas de nossos olhos para enxergar a realidade e para reagir a situações de violência.

Patrícia Viviana Roggensack, colaboradora voluntária da IERP

"Na capacitação, pudemos conhecer os diferentes tipos de violência, focalizando na violência doméstica. As mulheres da Congregação Evangélica de Puerto Esperanza e da comunidade de Paraje San Martín participaram ativamente do encontro, expressando seu agradecimento pela apresentação e pelos esclarecimentos sobre a temática, considerada tabu."

Diácono Ruben Mohr, congregação Evangélica de Puerto Esperanza e da comunidade de Paraje San Martín

“Os dados sobre a violência doméstica foram apresentados com simplicidade e foram de fácil compreensão. Conseguimos criar um ambiente seguro, que nos possibilitou participar da palestra com total liberdade e confiança”.

Cláudia Sanchez, Paróquia de San Vicente

"No dia 28 de setembro, a Paróquia de San Vicente, pertencente à Congregação Alicia, convocou para uma palestra informativa sobre o projeto "Nem tão doce lar" na Casa de Cultura da cidade. O convite foi dirigido principalmente a lideranças de diferentes igrejas, organizações sociais e outros atores da sociedade civil. No dia 29 de setembro, a palestra foi dirigida a um grupo de homens, do 2º Encontro de Homens do Distrito, com o tema Masculinidade Nociva. Ali, pudemos refletir sobre como a masculinidade corresponde a uma construção social e que nenhum homem nasce com predisposições definidas, e aprende seus papéis e funções ao longo da vida."

Pastor Michael Schumacher, IERP San Vicente - Missiones

 

No mês de setembro, a metodologia diaconal de enfrentamento da violência doméstica e familiar da Fundação Luterana de Diaconia (FLD), Nem Tão Doce Lar, ultrapassou as fronteiras do país, quando foi apresentada em diferentes cidades da província de Missiones, na Argentina. O convite veio da Iglesia Evangelica del Rio de la Plata (IERP).

Rodas de conversa e oficinas para sensibilização de lideranças foram realizadas entre os dias 25 e 29 – duas, em comunidades rurais, e três, em cidades do interior da província. Os encontros foram conduzidos pelo assessor de projetos da FLD, Rogério Oliveira de Aguiar e pela assessora Graciela Cornaglia.

No dia 25, mulheres luteranas da comunidade rural de San Martin, no município de Comandante Andresito, receberam Rogério e Graciela para dialogar sobre o tema. No dia seguinte, 26, a roda de conversa foi realizada em uma escola pública, na cidade de Eldorado. Dia 27, foi a vez de Obera, a segunda maior cidade da província de Missiones – a roda de conversa aconteceu na comunidade luterana da IERP e contou com participação de lideranças comunitárias.

No dia 29,  um grupo de homens participou de uma roda de discussão sobre masculinidades, na cidade de San Vicente. A atividade fez parte do II Encontro Distrital de Homens do Distrito de Missiones, da comunidade luterana de Colonia Aurora.

Sobre a experiência, a assessora Graciela Cornaglia afirma: “Tive oportunidade de viajar com Rogério Aguiar para  moderar rodas de conversa e compartilhar a metodologia da Nem Tão Doce Lar, em comunidades da IERP, na Argentina. Além da valiosa experiência de levar o projeto para comunidades parceiras na fé e no compromisso, destaco o carinho e a hospitalidade com que fomos acolhidos, a reflexão e o rico debate  estabelecidos nas rodas de conversa e, sobretudo, a disponibilidade e responsabilidade das comunidades em assumir, como papel profético e diaconal, o tema da violência doméstica e familiar”.