FUNDAÇÃO LUTERANA DE DIACONIA

Notícias

Pais, mães, educadores/as: uso seguro da Internet para crianças e adolescentes

Uma pesquisa realizada pela TIC Kids Online Brasil 2012 comprova que a Internet está cada vez mais presente no cotidiano de meninos e meninas. No Brasil, 70% das crianças/adolescentes têm perfil próprio nas redes sociais, sendo que o uso é intenso mesmo entre as crianças com menos de 13 anos (dos atuais 80 milhões de usuários de Internet no Brasil, 12% têm entre 6 a 14 anos, segundo dados da ComScore/2010). Realizada pela primeira vez em 2012, a pesquisa TIC Kids Online Brasil (disponível em http://www.cetic.br/usuarios/kidsonline/index.htm)...  foi feita com adolescentes de 9 a 16 anos, com o objetivo de medir as oportunidades e os riscos relacionados ao uso da Internet. As entrevistas foram realizadas com as próprias crianças e os adolescentes e também com seus pais/responsáveis.

Os riscos online preocupam: a maioria desses jovens coloca em seu perfil foto que mostra claramente seu rosto (86%) e deixa seu sobrenome exposto (69%), podendo navegar nas redes sociais quando quiser, sem acompanhamento dos pais (63%). Entre crianças de 9-10 anos, 6% já tiveram contato na Internet com alguém que não conhecia pessoalmente; entre 11-16 anos, este número sobe para 26%.

Por ocasião do Dia Mundial da Internet Segura, celebrado no dia 5 de fevereiro, a SaferNet Brasil, responsável pelas comemorações locais,  lançou um site exclusivo para adolescentes sobre o uso seguro da web. Disponível no endereço http://netica.org.br/adolescentes, o portal interativo oferece ao público adolescente e jovem noções de segurança e autocuidado na rede. Cartilhas lúdicas trazem dicas de uso e de alertas para a navegação: Helpline, [email protected], Guia de uso responsável da Internet/GVT, Bullying não é brincadeira (ciberbullying é um dos maiores problemas indicados pelos/as usuários/as), Direitos Humanos do menino Maluquinho, por Ziraldo, e Segurança em redes sociais. Os/as educadores podem usar as vídeo-aulas “Promovendo os Direitos de Crianças e Adolescentes no Ciberespaço” como recurso educacional para incluir a temática em sala de aula (http://new.netica.org.br/educadores/videos/videos)...

O diretor de prevenção da SaferNet Brasil, psicólogo Rodrigo Nejm, chama atenção para necessidade de oferecer condições para que crianças e adolescentes possam navegar com segurança. “Precisamos lembrar que facilidade para usar a rede não significa, automaticamente, que este público esteja amadurecido e tem condições de auto avaliação crítica sobre os limites. Mediar a navegação e estabelecer limites não é proibir, mas, pelo contrário, estimular o exercício responsável da liberdade e autonomia também na internet. Estes estímulos podem vir da escola, da família, das empresas de internet e das políticas públicas, sites educativos, de forma complementar e não exclusiva”.

Fonte: http://www.safernet.org.br/site/institucional