FUNDAÇÃO LUTERANA DE DIACONIA

Notícias

Prefeito de Uruguaiana visita experiência de coleta seletiva solidária em Gravataí

O prefeito de Uruguaiana (RS), Luiz Augusto Fuhrmann Schneider, juntamente com os secretários municipais do Meio Ambiente, Francisco Robalo Fernandes, de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho, Jorge Prestes Lopes, e de Ação Social e Habitação, Elton Vinícius Nicolas da Rocha, estiveram em Gravataí (RS) no dia 22 de fevereiro para conhecer a experiência de coleta seletiva solidária. O grupo foi acompanhado pela liderança do Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), Ivanir Alves dos Santos, catadora da Cooperativa dos Trabalhadores, Catadores e Carroceiros de Gravataí (Cootracar), e pela assessora da FLD, Juliana Mazurana.

A coleta seletiva solidária não é nenhuma novidade em Gravataí.  É feita pela Cootracar, através de contrato com a prefeitura – poder público e cooperativa dialogam para encontrar a melhor solução para os resíduos produzidos pela população e para a inclusão socioeconômica de trabalhadoras e trabalhadores.

Os integrantes da comitiva de Uruguaiana viram os carrinhos elétricos em funcionamento e estiveram no entreposto de materiais, no centro da cidade. Depois, conheceram o pavilhão de triagem, prensagem e comercialização dos materiais, localizado no bairro Santa Tecla, que também conta com escritório, oficina e um pavilhão para abrigar os caminhões de coleta e outras máquinas pertencentes à cooperativa. Ali, conversaram com catadoras e catadores.

Resultado concreto

A visita foi mais um dos resultados concretos da audiência pública de 29 de novembro de 2013, promovida em Uruguaiana pelo MNCR e FLD (leia mais aqui). Ali, foram estabelecidos compromissos da prefeitura em relação à situação de catadoras e catadores, em especial vinculados à Associação de Catadores de Lixo Amigos da Natureza (Aclan), que há décadas trabalham em condições precárias no lixão municipal.

Após a audiência pública em novembro, foi formado um grupo de trabalho, com o objetivo de implantar um modelo de coleta seletiva com participação de catadoras e catadores em condições dignas e autônomas. Desde então, o GT vem realizando reuniões, buscando avanços nas tratativas entre a prefeitura e a Aclan. Em meados de março haverá nova reunião do GT em Uruguaiana, para apreciação do plano elaborado e apresentado pela Aclan, bem como definições sobre o galpão que será utilizado como entreposto na cidade.