FUNDAÇÃO LUTERANA DE DIACONIA

Notícias

Publicação sobre Cataforte/RS tem pré-lançamento na Assembleia da FLD

O Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR) e a FLD promoveram o pré-lançamento da publicação Cataforte RS – Fortalecimento do Associativismo e Cooperativismo dos Catadores de Materiais Recicláveis –, que traz depoimentos e sistematiza a experiência do projeto Cataforte no Rio Grande do Sul.  Iniciado em 2010, complementado pelo Cataforte II – Logística Solidária, o projeto é uma promoção da Secretaria Nacional de Economia Solidária/Ministério de Trabalho e Emprego, Fundação Banco do Brasil, Petrobras e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social.

“O Cataforte deixou de ser apenas um projeto. Com esta afirmação, reconhecemos a importância desta ferramenta chamada Cataforte, que, para o seu funcionamento e implementação, exigiu articulação, mobilização, discussões, parcerias, organização e principalmente catadores e catadoras discutindo – isso mesmo, catadores e catadoras discutindo”, disse o catador Alex Cardoso, coordenador da Cooperativa dos Catadores de Materiais Recicláveis do Loteamento Cavalhada (Ascat, Porto Alegre/RS) e liderança do MNCR.

“Há muito preconceito, catadores são perseguidos e expulsos de seus locais de trabalho ou simplesmente não são reconhecidos por esta atividade tão digna e honrosa, a qual, todos sabemos, além de beneficiar os trabalhadores, beneficia de forma ampla toda a sociedade. Nós, do MNCR, temos investido muito tempo de nossas vidas para organizar e combater estas formas de exclusão e uma das grandes conquistas que alcançamos foi o Cataforte, que, entre muitas outras coisas, garantiu formação e capacitação para muitos trabalhadores e trabalhadoras.”

Para a catadora Maria Tugira da Silva, que também falou no evento, muita coisa ainda precisa ser feita. “Nós trabalhamos em cima do lixão de Uruguaiana, em condições indignas. O trabalho, mesmo no lixão, é digno. O que é desumano e indigno são as condições nas quais trabalhamos”, afirmou. “Mas, com todas as dificuldades, o projeto Cataforte, desenvolvido também através da Fundação (Luterana de Diaconia), só veio nos trazer benefícios. Através dele conseguimos avançar muito, não tanto financeiramente, mas avançar em conhecimento, em experiência de vida."

Além da Presidência da Diretoria e dos e das integrantes do Conselho da FLD, participaram do pré-lançamento, realizado no dia 22 de março, durante a assembleia, catadores e catadoras representantes do MNCR, entre os quais Melania Marli Menezes, Sebastiana Ribeiro, Loreci Vieira da Silva, Gilmar Silva e Luciano Vargas Menezes. O lançamento oficial está sendo organizado, quando então o livro será entregue a um público mais amplo. 

Foto: Maria Tugira e Alex Cardoso autografam livro durante o pré-lançamento.