FUNDAÇÃO LUTERANA DE DIACONIA

Notícias

Tornado em Santa Catarina é novo alerta para aumentar prevenção e preparação para desastres

“Cinco minutos de fúria da natureza foram demais para Xanxerê, cidade catarinense localizada no oeste do estado a cerca de 50 km de Chapecó. A estimativa das autoridades meteorológicas dá conta que a velocidade dos ventos do tornado tenha ultrapassado os 200 km/h. A destruição das residências de quatro bairros da cidade é enorme.”

As palavras acima abrem o texto do pastor sinodal do Sínodo Uruguai, Jair Luiz Holzschuh, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), relatando sobre a dimensão do desastre ocorrido no dia 20 de abril. Leia aqui o texto na íntegra.

Desde 2013, a IECLB dispõe de um Mecanismo de Atuação em Emergências e cabe à FLD atuar junto com os sínodos na sua implementação. Uma das ações estratégicas é a criação de grupos permanentes para atuarem na preparação e resposta, em diálogo com organizações da sociedade civil e da Defesa Civil.

O fundamento de todo o trabalho de Apoio Psicossocial de Base Comunitária, abordagem que a FLD utiliza, é o reconhecimento da capacidade de recuperação, resiliência e reconstrução da comunidade afetada. Nessa perspectiva, se promove a Diaconia Transformadora.

Algumas orientações importantes para quem vai atuar diretamente com pessoas afetadas:

  • Prepare-se: informe-se sobre o ocorrido, sobre os serviços e apoios disponíveis no contexto e sobre os riscos em termos de mobilidade e segurança.
  • Encontre um lugar tranquilo para conversar com as pessoas, para assim diminuir as distrações externas.
  • Mantenha-se calma e calmo.
  • Compartilhe informações de forma simples.
  • Demonstre que você compreende como a pessoa se sente e que lamentas suas perdas.
  • Reconheça as capacidades da pessoa e da comunidade e a forma como estão dando conta da situação.
  • Deixe espaço também para o silêncio. Não pressione para a pessoa contar sua história.
  • Não minimize o sentimento das pessoas. Não diga coisas como: você não deveria sentir assim; deveria ser grata por ter sobrevivido.
  • Não conte a história de outra pessoa nem fale de outras pessoas em termos negativos.
  • Não fale de seus próprios problemas.
  • Não faça falsas promessas nem dê falsos argumentos tranquilizadores.
  • Não pense nem atue como se tivesse que resolver todos os problemas da pessoa em seu lugar.
  • Procure observar a situação, escutar as pessoas e estabelecer conexões.

Tornado

“Quando eu virei a esquina, minha casa estava no meio da rua, daí eu olhei para o terreno e ela não estava mais”, disse uma moradora de Xanxerê (SC), que vivenciou, assim como milhares de outras pessoas, momentos dramáticos causados pela ocorrência de um tornado na região na segunda-feira, 20 de abril. De acordo com a Defesa Civil, mais de 10 mil pessoas foram afetadas, mais de mil pessoas estão desabrigadas e um balanço preliminar informa que 2,6 mil imóveis foram afetados. Mais de 300 pessoas receberam atendimentos médicos e 120 foram hospitalizadas. Duas pessoas morreram.

Intensidades de tornado são classificadas na escala de Fujita, com as classificações de F0 (mais fraco) para F5 (mais forte). Embora tornados graves sejam mais comuns em outros lugares do mundo, como nos EUA, o tornado de Xanxerê foi classificado pelo Instituto Brasileiro de Meteorologia (Inmet) com danos de fortes a severos, entre F2 e F3, e podem ter variado de 100km/h até 330km/h.

Desde o ocorrido, além da Defesa Civil, a cidade recebe apoio de equipes do Governo do Estado, Corpo de Bombeiros e Guarda Municipal.

  • As moradoras e os moradores estão recebendo rolos de lonas, kits de acomodação, colchões e cestas básicas. A prefeitura de Jaraguá do Sul doou mais 500 colchões e mil cobertores, recebidos em eventos anteriores.
  • A prefeitura local organizou abrigos para mais de 500 famílias.
  • O Exército mobilizou uma tropa de 200 militares para ajudar na remoção dos escombros e limpeza.
  • O Ministério do Trabalho está enviando uma unidade móvel para auxiliar as pessoas afetadas no saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e na emissão de documentos, principalmente, a Carteira de Trabalho. As regras do FGTS preveem a liberação emergencial dos recursos para trabalhadoras e trabalhadores em cidades com reconhecimento do estado de calamidade pública.
  • Já há um grande volume de roupas e o prefeito Ademir Gasparini sugere que doações futuras sejam feitas para outras cidades necessitadas.

Fonte: Agência Brasil

O fenômeno

Tornados são violentos por natureza. Eles são capazes de destruir completamente estruturas bem feitas, arrancando árvores e arremessando objetos pelo ar. Um tornado é uma coluna violentamente rotativa de ar que se estende desde a base de uma tempestade para o chão. Intensidades de tornado são classificadas na escala de Fujita, com as classificações de F0 (mais fraco) para F5 (mais forte). Embora tornados graves sejam mais comuns em outros lugares do mundo, como nos EUA, o tornado de Xanxerê foi classificado pelo Inmet com danos de fortes a severos, entre F2 e F3, e podem ter variado de 100 km/h até 330 km/h.

Como se preparar para esta ou outra emergência?

  • Durante toda a tempestade, mantenha-se informada e informado por meio das notícias locais sobre possibilidade de formação de tornados e outras advertências.
  • Conheça sistema de alerta de sua comunidade. Comunidades têm maneiras diferentes de avisar moradoras e moradores.
  • Com a sua família, estabeleça um abrigo seguro para tornados. Construa um plano familiar de emergência.
  • Escolha uma sala segura em sua casa, onde os membros da família e animais de estimação podem se reunir. Esta deve ser um quarto ou sala no piso inferior, sem janelas, corredor ou banheiro.
  • Pratique exercícios simulados periódicos para que todas e todos saibam como proceder na aproximação de um tornado.
  • Prepare-se para fortes ventos através da remoção de árvores danificadas no terreno ou outras estruturas frágeis.
  • Retire latas de lixo, plantas penduradas ou qualquer outra coisa que pode ser arremessada pelo vento, oferecendo perigo.

Fonte: Ceped SC/Foto: Divulgação Defesa Civil SC