DOAR AGORA

“Não somos mais as mesmas que aqui chegamos, pois adquirimos mais conhecimentos”

“Não somos mais as mesmas que aqui chegamos, pois adquirimos mais conhecimentos”
13 de outubro de 2014 zweiarts

Moldar a natureza com todos seus elementos. Com a articulação da Fundação Luterana, Emater, mulheres assentadas e acampadas, nossos queridos assessores, Vitor e Rodrigo, resgataram em nós a relação com a vida da natureza. Nossas mentes projetaram o que cada uma mais se identificava e nossas mãos moldaram as madeiras. Nós já não somos as mesmas que chegamos aqui, pois adquirimos mais conhecimentos. O desafio maior é a continuidade desse projeto em torno da renda e do resgate da auto-estima. Com certeza quem ficou em nossos lares está na expectativa de nossa chegada para ver o que construímos coletivamente. Seguimos em frente através do artesanato. Através da madeira, matéria-prima natural, nós mulheres e homens nos forjamos sujeitos desta história defensora da mãe natureza e de todo o seu ciclo.

Viva o artesanato em madeira!

A mensagem acima foi escrita pelas 19 mulheres que participaram da Oficina de Artesanato em Madeira, promovida no dia 9 de outubro de 2014, pela FLD, por meio do projeto Pampa. A atividade, que contou com apoio da Emater/RS, foi realizada no Assentamento Novo Alegrete, reunindo mulheres dos municípios de Manoel Viana e Alegrete (RS) – incluindo  o Assentamento Novo Alegrete, o Assentamento Santa Maria de Ibicuí  e  a Associação de Artesãos de Manoel Viana (Assamavi) -.

Os ministrantes, Vitor Ecker e Rodrigo Smidth, artesãos do “Atelier Verde e Arte” de Porto Alegre (RS), ensinaram técnicas de trabalho em madeira e orientaram a criação de peças artesanais com a identidade da região. O objetivo da atividade é fomentar alternativas de geração de renda sustentáveis, contribuindo para o resgate da cultura local e para a conservação da biodiversidade do bioma Pampa.

Cadastre-se para receber nossa newsletter

Personel Maaşları