Mulher Catadora é Mulher que Luta

O projeto Mulher Catadora é Mulher que Luta, realizado em parceria com o MNCR, busca responder ao desafio de combinar qualificação de prestação de serviços na área da reciclagem com gestão democrática e relações de cooperação e solidariedade sustentadas na justiça de gênero. Suas ações estão voltadas à promoção de direitos sociais e ao fortalecimento das organizações, entre as quais a elaboração de planejamento estratégico e aquisição de equipamentos.

O projeto, aprovado em 2014, é financiado pela União Europeia, e tem como duração o período de abril de 2015 a março de 2018.  Vai atender diretamente 24 associações e cooperativas de catadoras e de catadores de materiais recicláveis no Rio Grande do Sul, organizadas nas redes Coleta Solidária, Catapampa e Catapoa, e 31 outros empreendimentos com ações pontuais.

O Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR) foi criado para a organização de catadores e catadoras de materiais recicláveis pelo Brasil afora. Busca a valorização da categoria de catador, que é um trabalhador e tem sua importância.

Nosso objetivo é garantir o protagonismo popular da classe, que é oprimida pelas estruturas do sistema social. Tem por princípio garantir a independência de classe, que dispensa a fala de partidos políticos, governos e empresários em nosso nome. Acreditamos na prática da ação direta popular, que é a participação efetiva do trabalhador em tudo que envolve sua vida, algo que rompe com a indiferença do povo e abre caminho para a transformação da sociedade.

Nossa missão é contribuir para a construção de sociedades justas e sustentáveis a partir da organização social e produtiva dos catadores de materiais recicláveis e suas famílias, orientados pelos princípios que norteiam sua luta (autogestão, ação direta, independência de classe, solidariedade de classe, democracia direta e apoio mútuo).

www.mncr.org.br

A Fundação Luterana de Diaconia (FLD), criada em 2000, a partir do Serviço de Projetos de Desenvolvimento da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil(IECLB), é definida como uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos. Suas atividades incluem o apoio a projetos e a coordenação e execução de iniciativas em cinco áreas temáticas: Direitos Humanos, Justiça Socioambiental, Justiça Econômica, Diaconia e Ajuda Humanitária.

Sua atuação se dá via o Programa de Pequenos Projetos, a exposição interativa Nem tão Doce Lar, o Projeto Pampa, a iniciativa de Educação para a Solidariedade e a Rede de Comércio Justo e Solidário. O projeto Mulher Catadora é Mulher que Luta, inserido na área de Justiça Econômica, se soma a outras atividades e projetos realizados em parceria da FLD e MNCR.

www.fld.com.br

A União Europeia (UE) é uma parceria econômica e política com características únicas, constituída por 28 países, que envolvem uma grande parte do continente europeu. Foi criada no final da Segunda Guerra Mundial, com o objetivo de incentivar a cooperação econômica na Europa, partindo-se do pressuposto de que os países com relações comerciais tornam-se economicamente dependentes, reduzindo assim os riscos de conflito.

Dessa cooperação econômica resultou a criação da Comunidade Econômica Europeia (CEE), em 1958, inicialmente constituída por seis países: Alemanha, Bélgica, França, Itália, Luxemburgo e Países Baixos. Desde então, assistiu-se à criação de um enorme mercado único em permanente evolução.

A UE tem um tradicional e permanente programa internacional de financiamento à sociedade civil, por meio de editais de projetos. Nos últimos dez anos, mais de 300 milhões de reais foram investidos pela UE em projetos no mundo todo.

O projeto Mulher Catadora é Mulher que Luta, da FLD, em parceria com o MNCR, é uma das iniciativas, entre várias outras, que recebem apoio financeiro da UE no Brasil.

eeas.europa.eu/delegations/brazil/

Publicações

Notícias

“Aprendemos muito. Vocês são exemplo”.

Comitiva de embaixatrizes da União Europeia visitou a FLD e a Cooprevive para conhecer o trabalho e ouvir as mulheres catadoras sobre as experiências e as mudanças nas suas vidas, a partir do projeto Mulher Catadora é Mulher que Luta, executado pela FLD em parceria com o MNCR, com financiamento da UE.

Catadoras de materiais recicláveis e FLD recebem embaixatriz da União Europeia

O encontro foi realizado com o objetivo de conversar sobre a vida e o trabalho das mulheres catadoras e sobre o projeto Mulher Catadora é Mulher que Luta, executado entre 2015 e 2018, com financiamento da UE.

Prefeituras recebem planos de trabalho para coleta seletiva solidária

A coleta e a reciclagem organizadas por catadoras e catadores, além de promover a inclusão social, têm custo menor que o de coleta feita por empresas privadas.

Vídeo Mulher Catadora ganha legendas em inglês

O vídeo do projeto Mulher Catadora é Mulher que Luta, lançado no mês de fevereiro, está disponível com legendas em inglês.

Copyright © 2019 Mulher Catadora é Mulher que Luta. Todos os direitos reservados.