“Aprendemos muito. Vocês são exemplo”.

Notícias

“Aprendemos muito. Vocês são exemplo”.

Na manhã de 6 de dezembro, uma comitiva de embaixatrizes e consorte da União Europeia (UE), que acompanhava a reunião de embaixadores em Porto Alegre (RS), visitou a Cooperativa Popular de Reciclagem de Sapucaia do Sul (Cooprevive). O objetivo foi conhecer o trabalho e ouvir as mulheres contarem sobre as experiências e as mudanças nas suas vidas, a partir do projeto Mulher Catadora é Mulher que Luta, executado pela Fundação Luterana de Diaconia (FLD) em parceria com o Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis e financiado pela UE. No início da manhã, o grupo esteve na FLD, onde foi recebido pela secretária executiva, Cibele Kuss, e parte da equipe.

A catadora Marisa Francisco, da Cooprevive, disse que a presença da comitiva foi um reconhecimento. “Ficamos extremamente felizes com a vinda de vocês. É uma alegria saber que a Cooprevive e muitas outras cooperativas estão ganhando espaço, pela qualidade do seu trabalho”.

A embaixatriz da Romênia, Lídia Mera, resumiu a impressão do grupo. “Aprendemos muito. Vocês são exemplo. É importante que mais pessoas conheçam a experiência de vocês”.

Maria Tugira Cardoso, da ACLAN, de Uruguaiana (RS) e que integra a Coordenação Estadual do MNCR, afirmou que o projeto possibilitou o empoderamento das mulheres e a melhoria dos galpões e das condições de trabalho. “Iniciativas como essa são fundamentais para termos condições dignas de trabalho e para dar visibilidade à profissão de catadora, que é desprezada pela sociedade.”

“O que estamos vendo aqui é a participação protagonista das mulheres, não apenas na Cooprevive, mas em outras cooperativas”, disse a secretária executiva da FLD. “É animador ver a qualificação e a visão do trabalho coletivo, da importância das parcerias e das políticas públicas. Mesmo diante da desigualdade e da cultura machista desse país, estão lutando pela justiça de gênero e para a transformação da sociedade, para todas.”

Integraram a comitiva a embaixatriz da UE, Rosa Maria Rabadan, a embaixatriz da Grécia, Aliki Pappas, a embaixatriz dos Países Baixos, Nene Wols, a embaixatriz da Irlanda, Susan Hoy, a embaixatriz da Romênia, Lidia Mera, e o consorte da Áustria, Reinhard Giner-Reichl.

Pela FLD, acompanharam a secretária executiva, Cibele Kuss, a coordenadora programática, Marilu Menezes, a assistente social e coordenadora do projeto Mulher Catadora é Mulher que Luta, Marluí Tellier, a assessora programática, Angelique van Zeeland, e a jornalista Thais Oliveira.

O projeto

O projeto Mulher Catadora é Mulher que foi executado de 2015 a 2018, pela FLD, em parceria com o Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), e financiamento da UE. Sua abrangência foi estadual, envolvendo 24 organizações de Porto Alegre e da região metropolitana, Vale do Rio Pardo e Fronteira Oeste do RS. A Cooprevive é uma das organizações envolvidas.

As mulheres representam a principal força de trabalho nas cooperativas de materiais recicláveis, mas não participam de forma ampla e igualitária em espaços de tomada de decisão. Essa foi uma das mudanças provocadas com as ações do Mulher Catadora é Mulher que luta, por meio de formação, espaços de conversas e acolhida, com os grupos e mulheres, e a aquisição de equipamentos.

A proposta de visitar o espaço surgiu no início de novembro, quando a embaixatriz Rosa Maria Rabadan, da UE, na sua primeira vinda à Porto Alegre, e a primeira-secretária da Seção para Assuntos Políticos, Econômicos e de Informação da Delegação da União Europeia no Brasil, Jowita Mikolajczyk, ficaram emocionadas com o vídeo Mulher Catadora é Mulher que Luta e com o depoimento das catadoras, em uma roda de conversa realizada na FLD.