DOAR AGORA

Rede Sócio Cultural da Zona Oeste do Rio de Janeiro muda realidade de jovens da região

Rede Sócio Cultural da Zona Oeste do Rio de Janeiro muda realidade de jovens da região
14 de janeiro de 2015 zweiarts

A Zona Oeste do Rio de Janeiro (RJ) é normalmente lembrada pela disputa entre facções pelo controle do tráfico de drogas. Fruto da extrema desigualdade social e da falta de alternativas econômicas, a violência costuma ser a tônica nas comunidades da região. Para combater esta realidade, o projeto Rede Sócio Cultural da Zona Oeste une grupos e desenvolve atividades que valorizam as diferenças na luta pela garantia de direitos.

Em 2014, o projeto Rede Sócio Cultural da Zona Oeste, que integra diversos grupos que trabalham com juventudes – apoiado pela FLD por meio do Programa de Pequenos Projetos – obteve novos resultados, após insistentes iniciativas que visam à transformação da realidade e à promoção da dignidade das moradoras e dos moradores da região.

Exemplo disso foi a intervenção cultural da rede – por meio do grafite – junto ao Departamento Geral de Ações Sócio Educativas (Novo Degase), na instituição de atendimento João Luiz Alves,  em setembro. O Degase é o órgão do Poder Executivo do Estado do Rio de Janeiro,  preconizado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), responsável pela execução das medidas socioeducativas aplicadas pelo Poder Judiciário a jovens em conflito com a lei. Diversas iniciativas do Novo Degase com entidades e organizações da sociedade civil buscam diminuir o ingresso e  a reincidência de  jovens no sistema.

Como desdobramento da intervenção, a TV Degase e agentes do sistema socioeducativo fizeram uma visita à Favela do Sapo, no bairro de Senador Camará, algo inédito. “Ali, conheceram o trabalho do Arte em Conjunto e a proposta da Rede Sócio Cultural da Zona Oeste”, contou o coordenador do grupo e um dos coordenadores da rede, o educador social Mário Luiz Gomes. “Surgiu então a ideia de construir um projeto em conjunto para a prevenção da entrada das jovens e dos jovens nas instituições de atendimento. “Queremos desenvolver o projeto em parceria com a TV Degase, com palestras e mostras de audiovisual em escolas localizadas em áreas com altos índices de violência”.

As palestras serão realizadas pelos próprios produtores da TV, ex-integrantes do sistema Degase. A ação ganhou destaque no canal Futura e no canal da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, a TV Alerj.

Sarau de Ideias

Outro exemplo do bom trabalho da Rede Sociocultural da Zona Norte foi a participação no Sarau de Ideias, promovido em novembro pela Rede Globo, no seu quiosque, em Copacabana. Identificadas e identificados com camisetas personalizadas e munidas e munidos de latas de jet, um grande número de grafiteiras e grafiteiros participou do evento – que teve música, poesia, performance e troca de livros com o público –.

Arte em Conjunto

O grupo Arte em Conjunto, parceiro da FLD, surgiu em 2006 a partir de um mutirão de limpeza organizado por jovens moradoras e moradores da Comunidade do Sapo, no bairro de Senador Camará. A iniciativa logo se tornou um mutirão de grafite, que veio a se consolidar como um evento anual.

Senador Camará já foi um dos lugares mais violentos da cidade do Rio de Janeiro. Conforme Mário Luiz Gomes, em 2006 a comunidade ocupava o primeiro lugar em queima de ônibus, tinha o maior índice de roubo de carros e a principal escola havia sido furtada 15 vezes em menos de um ano. Duas das maiores facções criminosas disputavam o território para a venda de drogas. Os moradores viviam uma realidade de medo, tensão e de silêncio.

“O que nos motivou a fazer algo foi a possibilidade de interferir naquela realidade, provocar os 12 mil moradores”, contou. Com a ajuda de amigos, organizou um grupo coordenador para promover “O dia em que a arte fez mais barulho”, que depois se chamaria Arte em Conjunto. O movimento foi crescendo e trazendo resultados: “passamos a nos comunicar por meio de ações culturais”.

Fotos: Mário Luiz Gomes. A foto da capa e as cinco primeiras fotos retratam a intervenção cultural na Escola João Luiz Alves e as três últimas, a participação no Sarau Cultural

Cadastre-se para receber nossa newsletter

Personel Maaşları