Transformação, parceria e protagonismo é tema de II Encontro Nacional da Rede de Diaconia

Notícias

Transformação, parceria e protagonismo é tema de II Encontro Nacional da Rede de Diaconia

Os últimos dias foram marcantes para a caminhada da Diaconia institucional na Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB). Isso porque encerrou, na tarde de hoje, 18 de setembro, o II Encontro Nacional da Rede de Diaconia. Sessenta e duas pessoas, representantes de 38 instituições diaconais ligadas à Rede, de diversos segmentos e regiões do país, abraçaram a ideia e participaram do encontro. Entre elas, representantes dos conselhos, que também integram a Rede: Conselho Nacional da Juventude Evangélica (CONAJE), Conselho Nacional de DIACONIA (CONAD), Secretaria Geral da IECLB e Fundação Luterana de Diaconia (FLD). Representantes de outras quatro instituições convidadas também estiveram presentes: Legião Evangélica Luterana (LELUT), Centro de Recuperação Nova Esperança (CERENE), Serviço de Paz (SERPAZ) e Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB).

Na segunda-feira, dia 16, primeiro dia do encontro, o grupo refletiu sobre a confessionalidade luterana a partir de três enfoques: Diaconia, Instituições Diaconais e Gestão. Em um painel mediado pela pastora Cibele Kuss, a diaconisa Ruthild Brackemeier, o pastor Altemir Labes e a diácona Meris Gutthjard trouxeram aspectos relacionados ao tema. Também integraram a programação do dia a presença e saudação do pastor sinodal do Sínodo Centro Sul Catarinense, Joel Schlemper, e um momento de confraternização, no qual foram partilhados produtos da Rede de Comércio Justo e Solidário.

Já o segundo dia do evento iniciou com um momento de análise de conjuntura, no qual o historiador e professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) João Klug, trouxe a temática Desafios da Diaconia frente ao contexto brasileiro. O momento foi complementado com a fala da diácona Elineide Ferreira Oliveira, da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil em Ariquemes (RO), que falou sobre a realidade de violência doméstica e familiar e da atuação da Casa Noeli dos Santos e Rede de Enfrentamento.

Outro momento importante do encontro foi a apresentação conduzida pela coordenadora programática da FLD, Marilu Menezes, do Projeto Político Pedagógico (PPP), que vai orientar a atuação da Rede de Diaconia. O PPP é resultado da construção conjunta e coletiva oriunda dos Encontros Regionais da Rede e reuniões do seu grupo gestor. Além disso, com o encerramento do II Encontro Nacional também se encerra a atual gestão deste grupo, iniciada no I Encontro Nacional, que aconteceu em 2016, em Curitiba (PR). Agora, novas pessoas, representantes de segmentos correspondentes, foram eleitas e ingressam na gestão.

Confira abaixo a carta mensagem do encontro, a ser enviada às comunidades da IECLB:

II Encontro Nacional da Rede de Diaconia

MENSAGEM ÀS COMUNIDADES

Em meio a um ambiente aconchegante e acolhedor na cidade de Florianópolis (SC), entre os dias 16 e 18 de setembro de 2019, reunimo-nos para o II Encontro Nacional da Rede de Diaconia, à luz do tema “Transformação, parceria e protagonismo”. Estiveram representadas 38 instituições e organizações parceiras de caminhada, que atuam no campo da diaconia.

A partir da reflexão sobre confessionalidade luterana e suas inter-relações com a diaconia, instituições diaconais e gestão, fomos provocados e provocadas a resgatar e atualizar o sentido da justificação por graça e fé. Ao lembrar que Diaconia é fidelidade ao Cristo crucificado e ressurreto, somos impulsionados e impulsionadas à prática de uma fé viva, que tem como consequência o servir, em forma de amor atuante.

Em um contexto no qual a falta de perspectiva nos faz silenciar, olhar para a coletividade é um exercício para a criatividade. A mercantilização da saúde e da educação, a morte dos biomas, o uso excessivo de agrotóxicos, discursos de ódio, a intolerância religiosa, o aumento das desigualdades socioeconômicas, o desmonte de políticas públicas – entre elas a ameaça à filantropia das instituições – e a banalização e incitação à violência contra mulheres, LGBTs, crianças, juventudes, pessoas idosas, pessoas negras, povos indígenas, comunidades quilombolas, nos inquietam e devem desacomodar. É preciso visibilizar e conhecer essas situações para, assim, interferir e auxiliar na transformação das realidades.

Nesse sentido, a Rede de Diaconia nos proporciona espaços para ampliar horizontes e pensar a diaconia na prática cotidiana de instituições e comunidades. Através do compromisso assumido com o Projeto Político Pedagógico (PPP) da Rede, queremos incidir com ações em direitos humanos, baseadas em processos democráticos e emancipatórios e na justiça de gênero. Também, como Rede de Diaconia, queremos reiterar o compromisso com a importância e necessidade de formação para o ministério diaconal na IECLB.

Nossa voz profética, enquanto pessoas cristãs luteranas, deve impulsionar à diaconia transformadora, que leva ao testemunho e à ação para novas realidades de paz e justiça.

Para fazer download da carta, CLIQUE AQUI.