fbpx
DOAR AGORA

Fundamentalismos, crise da democracia e ameaça aos direitos humanos na América do Sul: Tendências e desafios para ação

Fundamentalismos, crise da democracia e ameaça aos direitos humanos na América do Sul: Tendências e desafios para ação
16 de novembro de 2020 Thais

No dia 12 de novembro foi lançado, como resultado da ação do Fórum Ecumênico ACT Sul-Americano (FESUR), o E-book Fundamentalismos, crise da democracia e ameaça aos direitos humanos na América do Sul: Tendências e desafios para ação. A pesquisa conta com apoio de Koinonia Presença Ecumênica e Serviço e promoção do Fórum Ecumênico ACT Brasil (FEACT), do qual a FLD faz parte, e do Grupo de Pesquisa Comunicação e Religião da INTERCOM.

O projeto nasceu da preocupação de igrejas e organizações baseadas na fé (OBFs), articuladas por meio da ACT Aliança, com as mutações observadas no continente, avaliadas como reflexos de diferentes expressões de fundamentalismo. A pesquisa durou seis meses, conforme conta a autora e Profa. Magali Cunha:

“Estas preocupações foram indicadas na Conferência Global sobre a América Latina e o Caribe, (Guatemala 27 a 29 de março de 2019), com integrantes dos Fóruns da ACT Aliança do Brasil, da Argentina, do Peru e da Colômbia. Foram ressaltadas as evidentes crises políticas, o aprofundamento das desigualdades, a redução de espaços para participação da sociedade civil, o aumento do assassinato de defensores dos direitos humanos e o consequente enfraquecimento das democracias. Foi reconhecida uma agenda fundamentalista eficaz na região, com grande capital econômico e político, fruto de seu capital religioso, que tem conseguido obstaculizar direitos conquistados pelas mulheres e pela comunidade LGTBI+, confrontar sistemas judiciais nacionais, influenciar e, em alguns casos, desestabilizar democracias.”