fbpx
DOAR AGORA

Representantes da sociedade civil assumem mandato para a próxima gestão do CEDH-RS

Representantes da sociedade civil assumem mandato para a próxima gestão do CEDH-RS
2 de outubro de 2020 Thais

Na tarde desta sexta-feira, 2 de outubro, a secretária executiva da FLD, Cibele Kuss, tomou posse como Conselheira Titular do Conselho Estadual de Direitos Humanos do Estado do Rio Grande do Sul para mandato no triênio 2020-2023, representando a Fundação Luterana de Diaconia.

A escolha, realizada por meio do primeiro processo eleitoral digital do Conselho, contou com a participação de 28 entidades da sociedade civil, elegendo 12 representantes titulares e 12 suplentes. A condução foi feita por Paulo César Carbonari, presidente do conselho.

Considerando a excepcionalidade da situação, decorrente do enfrentamento da Covid-19, a reunião virtual de posse e eleição da nova mesa diretora foi realizada pelo aplicativo Meet do Google entre às 14h e às 15h30 de forma aberta ao público.

O secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do RS, Mauro Luciano Hauschild, cumprimentou as representações pela posse. “Parabenizo as conselheiras e os conselheiros que chegaram, agradeço a quem está saindo, e desejo que possam fazer um trabalho magnífico, com muita lucidez, força e coragem para que possam tomar as melhores decisões”.

Ao final, houve um espaço para que as representações pudessem se expressar. “Quero manifestar minha preocupação com o avanço dos fundamentalismos e a importância de desnudar o campo conservador, evidenciando o que são e o que fazem. É uma preocupação, porque esses grupos estão instrumentalizando o debate sobre laicidade e liberdade religiosa e estão cada vez mais atuando dentro dos territórios de povos e comunidades tradicionais”, afirmou Cibele.

Também houve um espaço para que Beatriz Lang que, após seis anos, está deixando a vice-presidência do conselho, se despedisse. “Quero agradecer por todos esses seis anos e pelas pessoas com as quais eu convivi nos dez anos anteriores, que nos levaram a ter o Conselho Estadual de Direitos Humanos. É uma vitória nossa, coletiva, do movimento social e de alguns órgãos públicos parceiros que, durante essa trajetória, estiveram conosco.”

Carbonari relembrou a trajetória conjunta de construção do CEDH-RS. “Sempre tivemos essa parceria, fazendo debates públicos e políticos com os governos. Enfrentamos todas as matrizes partidárias e a tarefa minha e da Beatriz era justamente criar as condições para que esse espaço fosse mantido, qualificado e fortalecido”.

Após a posse foi realizada a 64ª reunião ordinária do CEDH-RS, com a eleição da nova mesa diretora para o mandato de 2020-2023, constituída por Júlio Alt (Acesso Cidadania e Direitos Humanos) para presidente, Marina Dermann (COCEARGS) vice-presidenta e Aline Palermo (Defensoria Pública do Estado), como secretária.