DOAR AGORA

Mulheres de empreendimentos econômicos solidários tomam posse no Conselho Municipal de Economia Solidária de São Leopoldo (RS)

Mulheres de empreendimentos econômicos solidários tomam posse no Conselho Municipal de Economia Solidária de São Leopoldo (RS)
20 de outubro de 2021 Thais

Crédito foto: Associação de Empreendimentos Econômicos Solidários de São Leopoldo (AESOL)

No dia 15 de outubro aconteceu a cerimônia de posse do Conselho Municipal de Economia Solidária de São Leopoldo (RS), composto por representantes do poder público municipal e da sociedade civil. 

Entre as conselheiras da sociedade civil estão: Geni Rosangela Dias, Fabiana da Silva, Maria Noeli da Silva Evangelio, Vera Regina Dias Steffen e Sueli Angelita da Silva, que participam da Rede de Comércio Justo e Solidário (RCJS) e integram a  Associação de Empreendimentos de Economia Solidária de São Leopoldo (AESOL) e o Fórum Municipal de Economia Solidária. 

Na ocasião, o prefeito Ary Vanazzi  também formalizou a concessão do uso de imóvel público, onde funciona a Casa de Economia Solidária de São Leopoldo, localizado na avenida Henrique bier, para AESOL pelo prazo de 10 anos.  A primeira reforma do espaço foi realizada em 2016 com o apoio do Programa de Pequenos Projetos da Fundação Luterana de Diaconia (FLD). 

Sueli Angelita da Silva e Geni Rosangela Dias, integrantes da diretoria da AESOL e do conselho gestor da RCJS, falaram da importância da cedência desse espaço, que serve de construção coletiva da economia solidária em São Leopoldo. 

“Agradecemos a confiança e o apoio para podermos começar a realizar nosso sonho desta nova economia que já vem transformando a cidade”, comentou  Maria Noeli da Silva Evangelio, integrante da AESOL.

Outro momento marcante da cerimônia foi a criação e posse do Conselho de Economia Solidária, para dar voz e fiscalizar a Lei de Economia Solidária da cidade, criada em 2012 em conjunto com o Fórum de Economia Solidária de São Leopoldo. “Após nove anos, a persistência do Fórum resultou neste tão sonhado dia”, comemorou Sueli Angelita da Silva, também da AESOL.

Angelique van Zeeland, assessora programática da Fundação Luterana de Diaconia (FLD), que também é uma das entidades de apoio e fomento da economia solidária que compõem o Conselho Municipal, ressaltou a importância dessa criação para a construção e efetivação de políticas públicas e programas de fomento da economia solidária. “É uma importante estratégia de transformação social, comprometida com formas de produção e troca justas, na defesa do trabalho associado e do comércio justo e solidário”.

A primeira secretária da AESOL, Geni Rosangela Dias, finalizou o momento celebrando a parceria entre todos os membros da economia solidária. “A economia solidária de São Leopoldo é referência nacional. Em 2014, criamos o primeiro fundo rotativo solidário do Brasil, formado por empreendimentos de economia solidária. Isso é autogestão”.